Livro "Hackeando o Poder"

A idealização e organização de Hackeando o Poder é de Panmela Castro. Os textos não assinados são de autoria coletiva da Rede NAMI, escritos por Fernanda do Vale, Maybel Sulamita, Panmela Castro, Laís Amorim e Adriana Mota e com apoio de Artha Baptista, Carlos Gouté, Francine Mercês, Laís Silvéria e Luciene Lacerda. Os textos individuais foram escritos por:

Interessados em saber um pouco mais sobre a palestra do livro Hackeando o Poder, entrar em contato pelo e-mail: taligado@redenami.com

A Rede NAMI é uma organização sem fins lucrativos que tem como objetivo o uso da arte como meio de transformação social. Através de nossos projetos promovemos os direitos das mulheres, população negra, povos originários, pessoas LGBTQIAP+ e pessoas com deficiência. 

A organização surgiu em 2010 pela artista Panmela Castro, com o objetivo de contribuir para o fim da violência contra a mulher e amplificar o espaço das mulheres nas artes. A NAMI busca aumentar a visibilidade e estimular mais conversas e voz de fala de grupos marginalizados pela sociedade.

Image Grid Title

APOIO & PARCERIA

Read More

Hackeando o poder: Táticas de guerrilha para artistas do Sul global, é um manual com táticas de guerrilha destinado a jovens artistas que desejam ingressar no mercado da arte. Do prático e técnico ao conceitual e subjetivo, seus textos discutem questões essenciais do nosso tempo – como o combate ao racismo, às desigualdades, à violência de gênero e à LGBTQIAP+fobia – sob uma perspectiva decolonial, e apresentam ideias e meios para que jovens artistas das periferias possam se inserir no mercado e em espaços institucionais de arte.

Através do compartilhamento de experiências, conhecimentos, histórias e imagens, o volume tem como objetivo estimular e propagar a colaboração mútua, para que, indo além das conquistas individuais, estruturas sejam formadas para todas e para as gerações seguintes. Afinal, um hackeamento efetivo e afetivo das instituições de arte e seus agentes só pode ser estabelecido de maneira coletiva.

Assim, somamos nosso conhecimento a outras colaboradoras, que prepararam textos para um manual com táticas de guerrilhas para artistas do Sul global, abordando artes e direitos para meninas e jovens mulheres que sonham em se tornar artistas, e desejam viver do seu trabalho, sustentando suas famílias e reescrevendo a história da arte para transformar o futuro. “Hackeando o poder: táticas de guerrilha para artistas do Sul global”, portanto, vem para influenciar as artes e influenciar o mundo.